Centro Educacional Miraflores revoluciona o dia a dia de alunos e professores com o Office 365

O case descrito abaixo foi construído pela Microsoft em parceria com a Big Brain. Através da nossa expertise, entregamos uma solução na medida para o Centro Educacional Miraflores.

A atuação da Big Brain no projeto se deu na instalação das tecnologias da Microsoft no Colégio e realizando a criação dos usuários, além das formações para capacitação do corpo docente.

Confira aqui a referência no site da Microsoft.

Conjunto de ferramentas e soluções da Microsoft elimina sala física de professores e permite que alunos se tornem íntimos da tecnologia a partir dos 2 anos de idade.

Há mais de 40 anos, o Centro Educacional Miraflores, do Rio de Janeiro, mantém o compromisso de preparar seus alunos e alunas, do berçário ao quinto ano, para um futuro melhor, dando-lhes o melhor ensino e se preocupando com o cuidado e o equilíbrio necessários ao desenvolvimento físico, emocional e cognitivo de cada criança. Além de saírem fluentes em Inglês, as crianças também se tornam íntimas das mais modernas tecnologias com as quais trabalharão no futuro – com ênfase nos produtos e serviços da Microsoft, como o Office 365.

Há cerca de 28 anos, a escola – que possui 180 profissionais atendendo a 636 alunos nas sedes de Laranjeiras e Barra da Tijuca – desenvolve trabalhos com tecnologia apresentando as ferramentas do cotidiano para os alunos do ensino fundamental. “O Miraflores colocou em seu currículo a Informática e todos os seus recursos”, conta a Coordenadora de Informática Educacional do colégio, Thaís Lima.

Esse currículo começa pelos professores: todos são orientados a utilizar a informática em suas disciplinas, mostrando que elas fazem parte do dia a dia e acostumando as crianças para que elas as utilizem não apenas no estudo. “As ações funcionam de forma integrada”, diz a professora de informática educacional Tatiana Taveira. “Não tem que ser uma aula de informática, bem como não tem que ser uma atividade de geografia, por exemplo. Utilizamos as ferramentas a todo o momento. Os alunos aprendem a utilizar as ferramentas contextualizadas aos projetos e conteúdo de cada faixa etária.”

Um exemplo disso é o fato de os alunos de dois anos enviarem seus primeiros correios eletrônicos para seus pais enquanto esses se encontram no horário de trabalho. “Eles escrevem os e-mails e nós tiramos foto deles na atividade para mandar junto com a mensagem aos pais. Recebemos respostas emocionadas deles. Não é uma disciplina: são ferramentas que se podem usar a qualquer momento”, completa Thaís.

miraflores-1

O Office 365 revolucionou não apenas o contato dos alunos com a tecnologia, mas também dos professores. Com o Sharepoint, transformado em uma completa intranet pela Big Brain, empresa parceira da Microsoft especializada em educação, o Miraflores abandonou o conceito de “sala dos professores”. Todos os arquivos importantes estão disponíveis lá, bem como um mural digital é atualizado com as novidades da escola. Além disso, o corpo docente também utiliza OneNote e OneDrive e se comunica por meios digitais, como e-mail e Skype: “Os planejamentos, por exemplo, são realizados no OneNote e compartilhados com a coordenação”, relata Tatiana. “Todos têm acesso a essa parte gerencial da informação, tanto os professores quanto os diretores, coordenadores e nossos parceiros de outras empresas.”

O uso do Office 365 não está restrito apenas aos computadores da escola: os professores estão em contato o tempo todo acessando e mandando informações por meio de seus smartphones. “Usamos o Office 365 de todas as formas. Hoje em dia não se vê diferença entre computador e celular. É mais prático que as pessoas estejam utilizando as ferramentas pelo celular”, acrescenta Thaís.

 

Escola digital segura e uso pedagógico da tecnologia

 

O Miraflores ganhou a certificação de Escola Digital Segura, que garante aos pais que as ferramentas tecnológicas (como a Internet, por exemplo) são utilizadas de forma adequada às normas pedagógicas, deixando as crianças livres para criarem projetos incríveis como o robô controlado por celular que transmitia imagens para a NASA.

“Eles montaram uma planta dentro de uma estufa como parte de um projeto sobre como fazer uma planta crescer no espaço”, explica a coordenadora. “Eles colocaram uma câmera no robô e a imagem da câmera era transmitida por Skype para a agência espacial. Isso é uma criação dos alunos e nós não interferimos. Quanto mais ferramentas se oferece, mais possibilidades de criação eles têm.”

O Skype também é muito utilizado quando uma turma viaja para os Estados Unidos para uma imersão na língua inglesa. Os alunos continuam se comunicando com as crianças que permanecem na escola por meio da solução de comunicação. “Eles conversam em inglês para continuar praticando”, conta Thaís.

Outra ferramenta muito utilizada pelos professores e alunos é o Sway. Enquanto as crianças criam apresentações e materiais de trabalho para apresentar nas salas, a coordenação cria páginas particulares, exclusiva para os pais, com fotos e vídeos registrados pelo Miraflores em diversos ambientes, a fim de compartilhar informações diversas e mostrar que eles estão bem, felizes, se divertindo e aprendendo.

Gerações de ex-alunos formados pelo Miraflores já se encontram em posições de destaque no mercado, ocupando cargos significativos em diversas empresas. “Seus pais sempre vêm nos agradecer”, orgulha-se.

Projetos Relacionados
WhatsApp chat